fbpx
Controle de perdas em supermercado: mulher empurrando carrinho de compras em supermercado

7 dicas para fazer o controle de perdas em supermercados

É fundamental realizar um controle de perdas no varejo. Entre alguns motivos que as geram estão as compras não identificadas e a comunicação mal feita, que causa a perda de clientes. E isso pode originar grandes prejuízos, alguns irreversíveis.

Para reduzi-las, vale dispor de uma equipe focada nessa gestão. A tecnologia também é uma grande aliada para diminuir esse problema. Vamos falar sobre esse assunto em nosso post.

Veja como efetivar um controle de perdas em supermercados e confira também os dois tipos de possíveis no varejo!

Quais são os tipos de perdas no varejo?

Existem basicamente dois tipos de perdas no varejo:

Perdas identificadas

São produtos que se perdem por causa de falhas na manipulação e no manuseio. Também se referem a mercadorias que estão vencidas.

Perdas não identificadas

Por exemplo, muitos consomem produtos dentro do supermercado, porém, descartando a embalagem antes de chegar ao caixa, a pessoa se livra da cobrança do produto.

As perdas não identificadas, ou difíceis de identificar numericamente, também se referem às perdas de oportunidades de vendas devido a fatores diversos, como mau atendimento, pouco conhecimento do perfil do público consumidor e outros.

Como fazer o controle de perdas em supermercados?

Para efetivar uma gestão de perdas, é possível recorrer a algumas estratégias:

1. Planejamento eficiente

Uma das primeiras dicas para realizar um controle de perdas eficaz é desenvolver um planejamento baseado em um planograma certeiro. Ele consiste em uma ferramenta de gestão que usa um plano visual para definir a disposição dos itens nas prateleiras e gôndolas.

Os lugares em que os produtos ficarão expostos devem ser avaliados conforme dois critérios: garantia de qualidade e estímulo da compra. Se o item ficar escondido ou em local de difícil acesso vai ser complicado chamar a atenção do consumidor.

2. Segurança e monitoramento

Para diminuir as possibilidades de furtos, seja da parte de funcionários ou clientes, é bom instalar um sistema de monitoramento de circuito fechado de TV (CFTV). Além disso, recomenda-se colocar gôndolas e prateleiras com produtos de preços mais altos e mais fáceis de serem levados bem diante das câmeras de vigilância.

3. Melhoria na qualidade do atendimento

Quando o consumidor se dirige à sua empresa para procurar determinado produto, ele já passou pelas etapas do funil de vendas. Isso significa que o item oferecido por seu negócio despertou o interesse dele.

Se, ao chegar ao estabelecimento, esse consumidor não receber um bom atendimento, a chance de concretizar uma venda cai significativamente.

Vendas não realizadas são muito comuns no comércio e geram elevados prejuízos para a empresa. Por isso, é fundamental treinar a equipe para prestar um atendimento de excelência a todo consumidor que entrar no supermercado.

4. Gestão de estoque em tempo real

Outra forma de realizar um controle de perdas em supermercados é fazendo uma gestão de estoque efetiva. Isso porque os produtos que são anunciados e que o público procura não podem faltar nas prateleiras do supermercado.

O controle de perdas é otimizado a partir de inventários periódicos, porque eles identificam facilmente problemas no estoque.

Precisamos efetuar a contabilização dos produtos com frequência. Ao alcançar o ponto de pedido (estoque mínimo), novas compras devem ser realizadas de imediato — assim, não haverá escassez, nem superlotação.

Um software que permita controlar esses dados em tempo real e ofereça visualização rápida é muito útil. Alguns, que são mais completos, autorizam a integração de diferentes setores, como o da cadeia produtiva e o setor comercial. Um sistema automatizado controla os níveis de estoques, evitando o excesso e a escassez das mercadorias.

5. Comunicação otimizada interna e externa

A falta de integração entre os diferentes setores do supermercado pode levar a compras erradas ou mesmo ao atraso na efetivação delas. O setor responsável precisa se integrar ao financeiro e ao estoque, por exemplo. O intercâmbio por meio das soluções digitais garante que os itens com alta demanda estejam sempre disponíveis.

A comunicação externa com os fornecedores também é fundamental. É preciso saber a disponibilidade deles em relação aos produtos que você precisa, bem como os prazos de entrega. Se o fornecedor atrasar a entrega, o supermercado pode perder oportunidades de vendas.

Da mesma forma, a comunicação com o público consumidor contribui para que a empresa saiba quais são efetivamente suas necessidades e, assim, desenvolva um planejamento estratégico que satisfaça, e até supere, suas expectativas.

6. Investimento em tecnologia digital

Sem uma boa tecnologia, fica difícil realizar uma gestão de perdas satisfatória. Para todos os pontos citados até agora, essa técnica se mostra valiosa.

O consumidor pode ter acesso à marca por meio de diversos canais de atendimento: redes sociais, blogs, sites, estabelecimento físico, telefone. É importante, desse modo, apostar em uma estratégia omnichannel.

Com um sistema CRM, que ajuda a gerenciar o relacionamento com o cliente, é possível coletar dados relevantes sobre o comportamento do consumidor, o que permite identificar os produtos ideais conforme o perfil do comprador. Um sistema desenvolvido, que capta e segmenta as informações é uma solução eficaz para quem busca aprimorar a gestão de clientes.

Oferecer opções de pagamento mais acessíveis também contribui na fidelização de clientes. Não podemos esquecer que, quanto mais você simplifica, mais estimula o consumidor a comprar determinado produto.

Além de disponibilizar pagamentos através de uma plataforma digital, por meio de CPF, zerando as possibilidades de compras não identificadas, o sistema gera relatórios detalhados sobre as compras e os pagamentos efetivados.

7. Implementação de ações de cashback

O cashback é uma forma de fidelização de clientes muito usada atualmente pelas empresas do varejo. Logo, é uma estratégia que aprimora o controle de perdas em supermercados.

Trata-se de reembolsar parcialmente o cliente pela compra que ele fez. No geral, o valor é calculado em porcentagem. Para a implementação do cashback em seu negócio, a tecnologia digital é um diferencial, pois permite que o próprio consumidor gerencie suas compras e os bônus que tem direito, consultando a plataforma online ou um aplicativo.

Vemos que existem muitas estratégias quando se trata de manter um controle de perdas em supermercados que seja eficaz. Todo investimento feito em qualificação profissional, tecnologias (principalmente em sistemas que gerenciam o relacionamento da empresa com o cliente) e técnicas de gestão é importante.

Como anda o controle de perdas em seu negócio? Tem obtido sucesso ou há muitos prejuízos? Uma boa gestão é da máxima relevância para todo empreendedor.

Aproveite e confira como realizar a gestão de produtos no varejo!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com
Close Bitnami banner
Bitnami