O mundo tem passado por uma grande transformação no modo de comprar dos consumidores. Diante disso, vale a pena investir no serviço delivery?

Serviço delivery: vale a pena implementar em seu negócio?

A transformação digital tem adicionado tecnologia à nossa realidade em diversos níveis. Para os clientes, isso vem na forma de compras online e novos padrões de consumo, em busca de praticidade e qualidade. É por isso que, só no Brasil, o serviço delivery cresceu 23% entre 2017 e 2018. O mercado está em plena expansão e é possível aproveitar essa oportunidade.

Inclusive, é uma alternativa que pode ser usada muito além dos restaurantes. O varejo pode explorar a opção de diversos modos, como é o caso de supermercados e farmácias. Como resultado, há como aumentar o alcance de público, garantir conveniência e eficiência para as pessoas e até melhorar a experiência de consumo.

Para conquistar todos os aspectos positivos, é indispensável ter uma preparação adequada. Pensando nisso, veja dicas essenciais para implementar o serviço delivery no seu negócio e entenda se vale a pena colocar em prática!

Prepare um bom atendimento

O recebimento de pedidos à distância pode acontecer por aplicativos próprios ou terceirizados, mensagens instantâneas, mídias sociais ou telefone. Em qualquer situação, é preciso contar com um bom atendimento.

O ideal é que o consumidor consiga fazer o pedido de forma prática, quase como se estivesse realizando uma compra pessoalmente. No caso de haver um contato direto, como por meio do telefone, a equipe deve ser treinada e estar preparada para consolidar a satisfação.

Os entregadores também precisam oferecer um atendimento adequado, para que seja possível criar uma imagem positiva a respeito do negócio.

Planeje o processo da entrega

Por falar nisso, o próximo passo consiste em definir como deverá ocorrer a entrega dos produtos. Isso inclui, principalmente, escolher se a atuação será interna ou se será feita de maneira terceirizada.

A entrega por conta própria é realizada por profissionais contratados pela empresa. Isso oferece maior controle e melhor treinamento, o que ajuda, inclusive, a disponibilizar um atendimento alinhado.

Já a entrega terceirizada é feita por pessoas que atuam fora do negócio. É o caso de contar com os entregadores de um aplicativo ou de contratar profissionais autônomos. No geral, é uma boa alternativa para unir versatilidade, escala e economia.

Estabeleça taxas para o serviço delivery

Outra questão importante envolve a cobrança as taxas para realizar a entrega. É prática de mercado adicionar uma taxa ao pedido, para que os próprios clientes custeiem o processo. Nesse caso, é fundamental definir um valor adequado, com base na média de solicitações e nos custos associados.

No entanto, também é possível pensar em oferecer uma taxa gratuita. A ideia é embutir o gasto e diluí-lo nos preços dos produtos. Isso pode gerar uma percepção de maior valor agregado para as pessoas, já que a entrega sai de graça. Porém, é essencial ter cuidado com a relação com a lucratividade.

Cumpra os prazos

Um serviço delivery de qualidade deve cumprir os prazos estipulados, pois isso garante a satisfação e até a fidelização de clientes. Na prática, seu planejamento deve envolver essa questão, considerando fatores como complexidade do pedido, distância e horário de entrega.

O mais indicado é oferecer estimativas realistas e concretas do tempo necessário para que a etapa seja concluída. Por outro lado, é preciso buscar formas de entregar mesmo antes do período estipulado. Assim, a percepção sobre a atividade se torna positiva.

Divulgue o serviço entre os clientes

Para garantir uma boa adesão a essa alternativa, é muito importante que os consumidores do varejo saibam sobre a opção. Então, divulgue a possibilidade de entrega de forma ampla.

As pessoas devem saber quais são as condições, como o serviço funciona e como podem solicitar. Vale até oferecer condições diferenciadas, como descontos na primeira entrega. Quanto maior for a divulgação, mais intensos serão os resultados nesse sentido.

Use o CRM para definir estratégias

Para aproveitar o máximo do serviço delivery, também é interessante adotar um CRM para planejar as próximas decisões sobre o relacionamento com clientes. Com essa ferramenta, é possível coletar e armazenar os dados do público, desde a identificação até o histórico de compras.

Assim, há a chance de segmentar a base com ofertas exclusivas para certos grupos ou mesmo entrar em contato direto, como por meio de notificações de aplicativo. Com um conhecimento mais amplo do público, pode-se até conhecer quais são os produtos favoritos, as ofertas de sucesso e como aumentar as vendas.

O serviço delivery já se tornou praticamente indispensável no varejo, pois vai muito além dos restaurantes. Com uma atuação planejada e de qualidade, é possível conquistar os clientes e ampliar os resultados do seu negócio.

Se quiser outras dicas para colocar em prática na sua empresa, curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
Close Bitnami banner
Bitnami