Marketing de varejo: carrinho de supermercado

Tudo que você precisa saber sobre o Marketing de Varejo

O varejo precisa estar atento às novidades para se manter relevante e capaz de gerar novos negócios. Nesse sentido, o uso de boas estratégias melhora os resultados e uma dessas alternativas é o Marketing de Varejo.

Essa é uma metodologia bem interessante para aperfeiçoar os resultados e até obter competitividade e diferenciação. Com isso, há como alcançar os objetivos estratégicos de forma completa.

Na sequência, veja tudo o que é preciso conhecer sobre o assunto e saiba como aplicar o Marketing de Varejo da melhor maneira.

Afinal, o que é o Marketing de Varejo?

O Marketing de Varejo reúne estratégias de comunicação e atração de clientes para o varejo. O principal objetivo é gerar vendas, mas ele também é focado no bom relacionamento com o público, em busca de consolidação.

Quando um supermercado realiza ações para atrair e converter clientes, aí está o Marketing de Varejo. O mesmo acontece com farmácias, lojas gerais e até com restaurantes e bares, por exemplo.

Quais são os seus pilares?

Para funcionar, o Marketing de Varejo se apoia em alguns elementos estruturais para o seu pleno funcionamento. Por isso, é essencial considerar esses pilares. Veja a seguir.

Produto

O produto tem a ver com tudo o que é oferecido ao público para que as pessoas possam adquirir. É comum que um mix de produtos seja composto por várias linhas ou tipos e cada subdivisão apresenta diversos produtos disponíveis.

Preço

O preço corresponde ao valor cobrado pelo produto, em determinado momento. Além de ser o custo específico, isso tem a ver com a estratégia de preços adotada, como a oferta de descontos.

Praça

A praça também é conhecida como ponto de venda no varejo e corresponde ao local onde o cliente realiza as compras. É preciso cuidar do ambiente, porque é nesse local em que boa parte das decisões são tomadas.

Promoção

A promoção envolve a forma como os produtos são anunciados e como os clientes são atraídos. Isso não tem a ver apenas com a redução de preços, mas também o visual merchandising, o trade marketing e outras estratégias que fomentam o desejo de compra.

Como essa modalidade funciona?

O Marketing de Varejo se baseia em despertar o desejo ou interesse no público para a aquisição de determinar oferta. Por isso, é comum que haja um planejamento sobre o que será oferecido, como um produto novo ou aquele que tem baixo giro de estoque.

Para isso, é comum utilizar artifícios que aumentem o poder de persuasão do negócio, como ofertas direcionadas, reduções nos preços ou ações por tempo limitado. Assim, há uma maior conversão por parte do público.

Além de tudo, é necessário considerar que esse tipo funciona com foco em manter o cliente interessado e por perto do negócio. Então, há o fortalecimento de imagem, trabalho sobre a marca e a consolidação de um relacionamento com quem compra.

Um restaurante, por exemplo, não deseja que as pessoas peçam refeições somente uma vez. Por isso, existe um trabalho com foco em transformá-lo no “restaurante favorito” do maior número possível de clientes.

Quais são os benefícios dessa abordagem?

Adotar essa estratégia traz muitos pontos positivos para o negócio, quando feita corretamente. Um dos pontos principais é que o Marketing de Varejo ajuda a ampliar o total de vendas, especialmente em comparação a períodos em que a estratégia não é utilizada.

Também é uma forma de melhorar o reconhecimento de marca e de garantir um posicionamento mais incisivo no mercado. Uma loja de roupas que não usa essa abordagem pode ser facilmente esquecida pelo público que deseja atingir, por exemplo.

Por falar no shopper, é essencial saber que esse recurso também tem a ver com a conquista de fidelização. Afinal, ela permite criar uma experiência positiva e satisfatória, o que aumenta as chances de retorno.

Além disso, há o foco no relacionamento com o cliente, de maneira consolidada e consistente. Assim, há muito mais chances de as pessoas retornarem — o que aumenta o ticket médio, a lucratividade e a previsibilidade, graças à recorrência.

Qual é o papel da tecnologia no processo? Como aplicá-la?

Mais que organizar o PDV ou colocar cartazes na frente de um supermercado, o Marketing de Varejo tem evoluído e, hoje, há uma tendência de digitalização das ações. Com o apoio dos recursos certos, é possível tornar o varejo inteligente em todos os sentidos — inclusive, na hora de se promover.

Na prática, a tecnologia pode tornar tudo mais ágil, além de melhorar o controle e o retorno sobre investimento. Para chegar a esse desempenho, veja como alcançá-lo!

Pense na experiência do consumidor

Primeiramente, é fundamental mapear a jornada de compra do consumidor, de modo a entender quais são as suas necessidades, preferências e dores e o que o faz tomar uma decisão. Clientes sensíveis aos preços, por exemplo, costumam aproveitar mais uma promoção, um desconto ou mesmo um programa de fidelidade.

Por isso, é preciso fazer uma análise do cenário para entender como a tecnologia se encaixa nisso. Também é interessante planejar a criação de uma experiência do consumidor que seja envolvente e que entregue os bons resultados.

Ofereça um bom atendimento

A partir do planejamento de uso dos recursos, é o momento de implementar as soluções, como um CRM de varejo com funcionamento direto no PDV. Assim, é possível captar informações em tempo real e conhecer melhor o público — como seus hábitos de compra e suas preferências gerais.

Com isso, é possível caprichar ainda mais no atendimento, já que há como segmentar e até personalizar a atuação. Use esse novo conhecimento sobre o mercado para criar um atendimento marcante e que realmente destaque o seu negócio.

Integre ações on e off

Outra forma de apostar na digitalização consiste na união entre estratégias online e offline. A intenção é garantir que a tecnologia seja incorporada no ambiente físico — em vez de servir como algo separado.

Quer um exemplo? É o caso de criar um programa de cashback, com ações específicas nas unidades físicas do negócio. Nesse caso, uma comunicação digital (via e-mail ou SMS) faz com que as pessoas se dirijam até a loja e realizem uma compra física.

Acompanhe os resultados

Além de tudo, a digitalização tem que ser feita de maneira embasada e acontecer com bastante estrutura. Por isso, o ideal é conferir qual tem sido o desempenho das estratégias por meio de indicadores.

Novamente, o uso de soluções como o CRM é bem útil. Ao unir esse elemento a um sistema de pagamento para cashback, por exemplo, há como entender qual é o retorno de cada ação, quais são os ganhos e como isso se posiciona em relação aos objetivos definidos.

O Marketing de Varejo é capaz de melhorar os resultados de venda, faturamento e fidelização. Com a digitalização, fica ainda mais fácil para obter um bom desempenho e se alinhar com as novidades de mercado.

Como a tecnologia também faz parte dessa estratégia, conheça o conceito de varejo 4.0 e como essa transformação tem ocorrido e pode auxiliar seu negócio!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
Close Bitnami banner
Bitnami