Fique por dentro de 6 estratégias para atrair mais clientes e aumentar suas vendas por meio da adequada precificação dos produtos!

6 estratégias de preço para aderir aos produtos no varejo

Cuidar das estratégias de preço do seu negócio é essencial para alcançar resultados melhores. Primeiramente, a precificação serve para atrair e conquistar o público, além de gerar destaque da concorrência e aumentar as vendas. Ao mesmo tempo, está totalmente ligada à gestão financeira e ao sucesso no mercado.

Em vez de pensar apenas na competição pelo preço mais baixo, o ideal é explorar alternativas que entregam desempenho muito melhor. Inclusive, há a chance de ter que vender menos para ganhar mais.

A seguir, veja quais são 6 estratégias de preço que o seu varejo pode aplicar aos produtos!

1. Ofereça descontos por períodos limitados

Descontos são boas iscas para atrair clientes novos ou mesmo para chamar os antigos. São, principalmente, uma forma de gerar mais convencimento em quem é sensível ao preço.

No entanto, não é interessante fazer promoções por longos períodos. Isso reduz as chances de obter compras por impulso e pode até conduzir o público ao desinteresse sobre a ação.

O melhor é seguir um movimento oscilatório, de baixa seguida de alta ou retorno ao valor original. Em geral, definir períodos curtos, de 1 a 3 dias, maximiza a conversão por impulso. Também é o caso de estabelecer quantidades limitadas para a venda — o famoso “enquanto durarem nossos estoques”. Isso dispara o gatilho mental de urgência e reduz o tempo necessário até a tomada de decisão.

2. Mantenha a política de preço

Dependendo do cenário, pode ser interessante determinar uma política de preço constante e que é sempre baixo. A ideia é transmitir para o mercado a sensação de segurança e de que as pessoas podem contar com a marca para encontrar os menores valores.

Isso é comum no caso das empresas que oferecem para cobrir qualquer preço da concorrência, por exemplo. No entanto, é preciso ter cuidado. A definição do valor fixo deve considerar as necessidades financeiras do negócio e, também, de mercado. Em geral, vale mais a pena estabelecer essa medida para alguns produtos.

3. Use as estratégias de preço sazonais

De volta para os descontos, uma das melhores estratégias de preços envolve a criação de ofertas sazonais. Nesse caso, essas reduções estão atreladas a um período especial, como uma data comemorativa, uma época do mês ou mesmo da semana.

A ideia é demonstrar que existe um motivo específico para aquele valor e que, portanto, ele não é praticado sempre. Novamente, é uma forma de gerar compras por impulso. Também é uma alternativa para aumentar as vendas em períodos de pouca demanda ou de aproveitar ao máximo o crescimento de interesse.

4. Apresente descontos de acordo com o volume

Quando o objetivo for ampliar o ticket médio em relação às vendas, o melhor é oferecer condições especiais que estão atreladas ao volume adquirido. Basicamente, quanto mais o cliente compra, maior é o desconto. No entanto, seu negócio fatura mais, o que dá “cobertura” à redução.

É o caso de oferecer o segundo produto com metade do valor ou uma percentagem progressiva, de acordo com o valor do pedido. Quando é usada em certos produtos, essa estratégia ajuda a ampliar o giro de estoque e evita que produtos encalhem nas prateleiras.

5. Defina descontos para produtos específicos

Dependendo do tipo de negócio e dos objetivos, é interessante dar descontos diferenciados em produtos que funcionam como carro-chefe. A ideia é simples: você diminui consideravelmente os preços de algo muito procurado ou conhecido e atrai as pessoas para a loja (ou restaurante, farmácia, supermercado e assim por diante).

Com o consumidor dentro do local, outras estratégias ajudam a vender produtos com uma margem de lucro mais interessante, garantindo o bom desempenho financeiro.

6. Use a psicologia na precificação

Nem sempre as estratégias de preço dependem de lógica. Mexer com as emoções do público consumidor é uma forma de obter condições melhores e potencializar as vendas.

Para tanto, o truque é usar o preço psicológico. Se quiser vender um produto específico, vale aumentar o valor de um determinado concorrente, pois a percepção será de que ele é vantajoso.

Também é o caso de usar valores ímpares e quebrados. Em vez de vender algo por R$ 20,00, um preço de R$ 19,57 parecerá muito mais barato — embora a diferença seja pequena. Vale aproveitar esses truques para direcionar a percepção do público.

Dica bônus: cuide da fidelização dos clientes

Tão importante quanto atrair novos clientes é manter os que já fazem parte da base. Além de gerar recorrência, a estratégia de fidelização pode tornar o público menos sensível ao preço. Então, os descontos se tornam ainda mais atrativos — já que as pessoas já iriam comprar, mesmo com o preço cheio.

Para isso, o ideal é fazer a gestão de clientes com a ajuda de um CRM. Essa ferramenta permite entender o comportamento do consumidor, favorecendo a segmentação e a criação de um programa de fidelidade.

Inclusive, há a oportunidade de ir além e usar o cashback, por exemplo. Em vez de simplesmente dar desconto em um produto, é possível oferecer uma vantagem extra, condicionada ao retorno. Com isso, ganham os clientes e a sua gestão.

Usar as estratégias de preço corretamente é essencial para otimizar o seu negócio. Com essas opções e o apoio da fidelização, seus resultados no varejo serão ainda melhores.

Se quiser saber como expandir sua base, veja 6 práticas para atrair novos clientes!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
Close Bitnami banner
Bitnami