fbpx
Logística reversa: trabalhador de armazém segurando a prancheta

Logística reversa no varejo: saiba como aplicar no seu negócio

É comum, sempre que falamos em logística, nos vir à mente apenas operações tradicionais como planejamento de rotas. No entanto, a área logística é bem mais ampla, e abrange diversas operações como a logística reversa no varejo.

A palavra logística pode ser substituída como movimentação, quando pensamos assim, fica fácil entender que a logística reversa nada mais que uma movimentação de produtos ou informações na direção contrária da comumente adotada.

No texto de hoje, além de aprendermos mais sobre o significado da logística reversa, vamos também aprender um pouco sobre como ela pode ser aplicada em vários ramos e segmentos de mercado — principalmente o varejo. Confira!

O que é logística reversa?

Como introduzimos anteriormente, de forma bem simples, a logística reversa é uma movimentação que ocorre no sentido inverso ao sentido comum da rota adotada pela logística direta da empresa.

Exemplos simples dessa prática de gestão é a adoção da oferta de coleta de produtos que são, posteriormente, encaminhados à reciclagem ou descarte.

São diversas as vantagens de possuir um projeto de logística reversa para sua empresa, como a transformação de lixo em matéria prima para novos produtos, a geração de economia e empregos, e a redução de danos causados ao meio ambiente.

Como a logística reversa auxilia na criação do varejo sustentável?

Empresas preocupadas com o seu impacto no meio ambiente e na sociedade em que estão inseridas devem, obrigatoriamente, analisar a possibilidade da adoção de um programa de logística reversa.

É importante criar projetos que visem e incentivem a coleta seletiva, principalmente em caso de lixo eletrônico. Esse tipo de iniciativa é simples de ser adotada e tem reflexos muito positivos na reputação da sua empresa.

Por exemplo, com a criação de ecopontos e orientação dos clientes sobre a existência desses locais de recolhimento de lixo eletrônico, que geralmente causa confusão ao cliente final no momento do descarte.

A logística reversa no varejo é uma grande oportunidade para empresas que buscam manter um relacionamento agradável com seus clientes, que vão passar a reconhecer sua empresa como comprometida e responsável.

Qual a melhor forma de criar um sistema de logística reversa para o seu negócio?

Se a sua empresa ainda não tem um processo de logística reversa implantado, saiba que fazer a implementação de um protocolo de logística reversa é bem mais simples do que parece.

A seguir, vamos mostrar algumas ações que podem ser facilmente adotadas pela sua empresa para atender às expectativas dos clientes e garantir procedimentos eficientes para a sua empresa.

Políticas de trocas

O Código de Defesa do Consumidor assegura as trocas e devoluções. O cliente pode se arrepender da compra, ou mesmo, se for constatado o recebimento de um produto diferente do comprado e nesses casos, pode solicitar a troca.

Por isso, é importante que toda empresa esteja preparada para essas situações e tenha políticas claras, consolidadas e acessíveis para trocas e devoluções. É importante também, principalmente para o varejo online, estabelecer de forma direta regras para quantidades de trocas, embalagens, condições para frete grátis, dentre outros.

Não se esqueça de garantir uma boa estrutura para que a logística reversa de troca e devolução seja eficiente e efetiva. Isso quer dizer, possuir equipamentos, veículos adequados e equipe constantemente treinada.

Nesses casos, a logística reversa para trocas e devoluções é tão importante quanto a boa gestão de vendas.

Canais de solicitação

Caso seus produtos sejam passíveis de trocas e devoluções, ou mesmo, de recolhimento em caso de vencimento, por exemplo, sua empresa precisa buscar formas de disponibilizar canais de atendimento, e se possível, canais diferentes.

Canais diferentes de solicitação de logística reversa através de trocas e devolução são importantes em casos de clientes que não tenham acesso fácil à internet, ou mesmo a um telefone.

Por isso, é importante pensar na possibilidade de diferentes canais de solicitação, como chats online, telefones, whatsapp, dentre outras formas, das tradicionais às mais modernas.

Uma alternativa interessante para o varejo inteligente, é criar um canal de solicitação no próprio site da loja, que também permita o acompanhamento do processo de troca ou devolução.

Automatização dos processos

Como já mencionamos, ter vários canais de solicitação é importante, e se torna indispensável quando trabalhamos com trocas e devoluções.

Uma dica importante, é, sempre que possível, automatizar o máximo possível todos os processos da logística reversa.

Um exemplo é a automatização através do uso de chatbots, que são robôs de conversa que respondem o usuário e o ajudam, solicitam devoluções de produtos, recolhimento e coleta de descartáveis ou recicláveis, dentre outros.

Os chatbots são apenas um exemplo dos diversos tipos de iniciativas que podem ser adotadas para a automatização e agilização do seu processo de logística reversa.

E como funciona a logística reversa no varejo?

De modo geral, todas as práticas de logística reversa devem ajudar a empresa a prever e evitar custos logísticos, bem como diminuir o impacto ambiental e socioeconômico da organização. Deste modo, qualquer empresa, de qualquer ramo e segmento pode se beneficiar ao adotar a logística reversa em seus processos.

A seguir, vamos ver como pode funcionar a logística reversa em alguns ramos do segmento varejista.

Logística reversa em supermercados

Um dos impactos mais importantes da logística reversa no varejo supermercadista é na redução de desperdícios, por exemplo, na logística de perecíveis.

É claro que um bom gerenciamento de estoques é o maior aliado na gestão de perecíveis de um supermercado. No entanto, por mais eficiente que seja essa gestão, pode ser que ocorram falhas.

E na ocorrência dessas falhas, é importante que a logística reversa funcione bem no seu supermercado para evitar desperdícios.

Primeiramente, se preocupe em buscar fornecedores que se alinhem com sua preocupação com a destinação adequada de resíduos e produtos que venham a precisar de serem descartados.

Faça um planejamento que contemple a verificação periódica da validade dos produtos perecíveis do seu supermercado, separe aqueles que não estão mais adequados para consumo e combine com seu fornecedor a data de recolhimento.

Com essas medidas simples, você garante com a logística reversa no seu comércio a redução de desperdício e o foco na sustentabilidade.

Logística reversa no varejo para materiais tóxicos e prejudiciais

Diversos supermercados, lojas e outros comércios varejistas já contam com ecopontos onde podem ser descartados materiais como pilhas, baterias e até plásticos especiais.

A instalação desses pontos é interessante para o seu comércio varejista, pois, de certo modo, atrai clientes para seu estabelecimento, além de contribuir de forma ativa para o meio ambiente.

De modo geral, a dica mais importante é que o gestor de uma empresa ao adotar a logística reversa no varejo esteja ciente da sua importância como tomador de decisões e mantenedor das condições ideais para funcionamento desse processo. 

Se você gostou desse conteúdo, saiba mais sobre como o varejo sustentável está em alta e pode beneficiar seu negócio clicando aqui!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com
Close Bitnami banner
Bitnami