fbpx
Estoque de mercadorias de atacado e varejo

Atacado e varejo: quais as diferenças entre esses dois formatos de comércio?

No comércio, existem dois conceitos muito populares, que se referem a diferentes formas de venda. Quem já não ouviu falar em “comprar no atacado” ou “comprar no varejo”? A finalidade nas vendas diverge em cada setor, mas ambos estão atrelados a outro conceito fundamental: comportamento do consumidor.

Neste artigo, vamos falar sobre atacado e varejo, as características de cada um e qual a diferença entre atacado e varejo. Veja!

O que é atacado?

O comércio atacadista realiza vendas em grande escala. Por isso, os clientes principais são as empresas, ou seja, pessoas jurídicas. Toda organização com CNPJ é o público-alvo do atacado: instituições, restaurantes, hospitais, escolas, lojas do varejo, etc.

Por venderem em alta quantidade, os atacadistas podem cobrar preços até 50% mais baixos que no varejo. Podemos dizer que essa é uma lei do comércio: quanto mais produtos você comprar, maiores descontos você pode ganhar.

Pessoas físicas também podem comprar no atacado, mas o público-alvo de destaque é realmente formado por empresas de diferentes segmentos, que compram para revender, ou organizações que compram produtos em grande quantidade para realizar suas atividades de rotina.

Geralmente, os atacadistas trabalham em galpões grandes ou armazéns situados na periferia ou fora do centro comercial, pois assim conseguem encontrar pontos cujo preço de aluguel é mais baixo.

O que é varejo?

O comércio varejista é mais comum na vida das pessoas. Isso acontece porque a maior parte de seus consumidores é formada por pessoas físicas. O varejo vende diretamente para o consumidor final. O preço das mercadorias é determinado de forma unitária, com base na média que predomina no mercado para cada categoria de produto e com base no preço de custo.

Os preços do comércio varejista são mais altos, mas o comprador pode parcelar o pagamento por meio de cartão de crédito, por exemplo. Alguns atacadistas também oferecem essa opção aos seus clientes.

As lojas de varejo procuram se situar em pontos mais acessíveis ao grande público, principalmente no centro das cidades.

Da mesma forma que ocorre no atacado, no setor varejista, as empresas também podem fazer compras para suprir pequenas demandas, principalmente emergenciais.

A tendência do varejo no Brasil é continuar em crescimento, mesmo depois da crise resultante da pandemia de convid-19. 

Um conceito importante hoje em dia é o de varejo inteligente, que se relaciona com a revolução digital e as novas possibilidades que a tecnologia oferece, como: mais automação para os processos e operações; inteligência artificial; omnichannel (diversos canais integrados, a fusão do físico com o digital), realidade 3D e realidade virtual (marketing sensorial) e muitas outras coisas.

Mesmo com o isolamento social, o varejista inteligente não parou porque soube aproveitar bem os recursos que a tecnologia digital oferece. Se Maomé não vai à montanha… Se o consumidor não pode ir até uma loja física, a loja virtual está a apenas alguns cliques do consumidor.

Qual a diferença entre atacado e varejo?

Diante de tudo que falamos, vamos tentar estabelecer qual a diferença entre atacado e varejo de forma simplificada:

Varejo:

  • O que é: forma de comércio em que os produtos são vendidos em pequena escala;
  • Objetivo: a revenda de produtos ao consumidor final;
  • Volume de compra: baixo;
  • Venda de produtos: unidades, pouca quantidade;
  • Público-alvo: pessoa física, consumidor em geral;
  • Preço: mais alto;
  • Exemplos: lojas, supermercados, etc.

Atacado:

  • O que é: forma de comércio em que os produtos são vendidos em larga escala;
  • Objetivo: vender mercadorias a revendedores;
  • Volume de compra: alto;
  • Venda de produtos: grande quantidade;
  • Público-alvo: pessoa jurídica, empresa/revendedor;
  • Preço: mais baixo;
  • Exemplos: distribuidoras, depósitos.

O que é atacarejo?

Atacarejo é mais uma inovação do moderno mercado. Trata-se de uma combinação entre atacado e varejo. Isso é possível porque uma mesma empresa, com o mesmo CNPJ, pode fazer comércio nas duas modalidades. Não existe nenhuma restrição ao uso simultâneo de CNAEs de varejistas e atacadistas pela empresa.

O código da atividade é definido com base no que o próprio contribuinte declara, conforme define a Secretaria da Fazenda.

No atacarejo, o estabelecimento fornece produtos em grande quantidade ao atacadista e vende mercadorias por unidade ao consumidor final. Essas operações ocorrem no mesmo local, mas as políticas comerciais são diferenciadas.

O atacarejo pode ser considerado como uma forma de varejo inteligente. É uma estratégia de a marca melhorar o relacionamento com o cliente, atendendo desde consumidores finais a grandes organizações.

Essa modalidade mista permite que o gestor usufrua de alguns benefícios fiscais e comerciais relacionados ao ICMS e ofertados de forma exclusiva aos atacadistas e aos fabricantes. Para que tenha direito a esse privilégio, basta que no CNAE (enquadramento fiscal) e no contrato social, o gestor registre as atividades de atacado como de varejo.

Claro que o atacarejo é um modelo mais complexo de negócio, que exige uma gestão mais cuidadosa. A empresa terá que atender a públicos muito diferentes um do outro, cujas expectativas e necessidades também são diferentes. Além disso, é necessário tomar cuidado para não entrar em conflito com a lei.

O atacarejo tem se destacado no mercado nacional. Mais de 65% das famílias brasileiras adotam essa modalidade de comércio para abastecer seus lares. Pesquisas da Nielsen Consultoria confirmaram um crescimento de 18,5% no ano de 2017 e de 12,3% em 2018. O setor varejista, ao contrário, sofreu uma queda de 3,5% e 2,8% nos anos citados respectivamente. São dados relativamente recentes que mostram como o atacarejo está se destacando na economia nacional.

Como cativar clientes no atacado e varejo?

Para cativar clientes no atacado e varejo ou no atacarejo, a regra é a mesma: é preciso satisfazer as expectativas do consumidor e prestar um bom atendimento. A gestão de clientes deve contemplar esses dois pontos e a possibilidade de contar com um sistema de CRM para otimizar o relacionamento com o cliente.

Um bom sistema permite centralizar a gestão a partir de um único banco de dados. Além disso, há diferentes recursos que permitem, entre outras coisas, traçar o perfil da persona a partir da compreensão mais precisa do comportamento do consumidor.

Enfim, não importa onde você atue. No atacado e varejo, é fundamental colocar o cliente como foco e traçar estratégias visando suprir suas necessidades da forma mais satisfatória possível.

Agora que já sabe qual a diferença entre atacado e varejo, fique ciente de que, em ambos, a tecnologia é um fator relevante para garantir o sucesso. Aproveite e saiba mais sobre a tecnologia no varejo!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com
Close Bitnami banner
Bitnami