fbpx
Como precificar um produto; Como fazer a precificação de um produto; Precificação de produtos; Precificar produtos

Saiba como precificar um produto com 5 técnicas para converter as vendas

Saber como fazer a precificação de produtos corretamente é um dos principais desafios no varejo. Afinal, o processo tem relação direta com a competitividade do negócio.

É preciso definir um valor que atraia consumidores, sem que seja muito elevado, o que pode afastar clientes, ou muito baixo, prejudicando a continuidade da empresa.

Uma boa estratégia de precificação pode ser o diferencial para atrair mais clientes, aumentar o faturamento e se destacar da concorrência.

Quer saber como fazer isso? Acompanhe 5 técnicas de precificação de produtos e converta mais vendas!

5 técnicas para precificar produtos

1. Use estratégias de preços diferentes conforme o produto

Quando a empresa trabalha com grandes volumes de tipos de produtos, as estratégias de preço podem diferenciar cada mercadoria. Por exemplo, cada item pode ter um markup ou margem de contribuição diferente.

O volume de vendas e possibilidade de criar combos podem ser consideradas nesse momento. Entretanto, é preciso ter cuidado para que as estratégias sejam claras, facilitando o trabalho de precificação de produtos e atualização de valores na rotina da empresa.

2. Adote a aplicação dos preços sazonais

Outra estratégia que pode ser usada é o preço sazonal, que consiste em considerar a época do ano, dias da semana e outras características relacionadas ao calendário para definir valores. Pois, é comum que em datas comemorativas determinados produtos tenham mais procura.

Em relação à semana, é possível criar dias de modo a trazer preços mais atrativos em certas categorias. Um supermercado pode ter o dia do hortifruti, carnes ou produtos de higiene. Nesse caso, a ideia é mostrar datas mais interessantes para consumo conforme as necessidades do cliente, visando aumentar as vendas.

Embora alguns itens tenham descontos, os preços ainda devem ser suficientes para trazer margem de lucro. É possível potencializar os ganhos pelo volume de vendas e, porque, os clientes aproveitam as compras para levar outros itens.

3. Use a psicologia dos preços

Você conhece o preço psicológico? Ele se baseia em questões referentes à percepção dos clientes para estipular preços. Por exemplo, uma das técnicas mais conhecidas é a definição de valores quebrados.

O uso de valor quebrado, como R$ 49,90 transmite a sensação de ser bastante inferior a R$ 50, pois o cérebro tende a identificar que o preço é mais atrativo por direcionar sua atenção aos números no lado esquerdo. Afinal, R$ 40 parece bem mais baixo que R$ 50, não é?

4. Aplique o preço de referência nas ofertas

Outra técnica interessante é o uso do preço de referência. Ela consiste em mostrar o custo original de um produto e, junto a ele, o valor atual da oferta. A ideia é estimular o senso de urgência para aproveitar uma promoção específica, enquanto demonstra que a compra será mais atrativa naquele momento.

Essa possibilidade de aproveitar uma vantagem, que se converte em economia na compra de um item, pode estimular a compra. No entanto, não se esqueça de que é preciso usar valores reais e dar destaques às ofertas para que os consumidores percebam os benefícios da aquisição.

5. Considere a percepção de valor do consumidor

Uma estratégia importante é considerar a percepção de valor do consumidor em relação às características específicas de um produto. Por exemplo, certas marcas podem se apresentar como mais benéficas e atrativas, fazendo com que clientes estejam dispostos a pagar valores elevados por seus produtos.

Identificar essas situações no momento da precificação de produtos permite aproveitar oportunidades importantes com intuito de potencializar os lucros. Para facilitar, verifique os dados sobre vendas, faça pesquisas de mercado para entender o que aumenta a percepção de valor dos clientes e aproveite essa tática nas vendas.

Com essas 5 técnicas sobre como fazer a precificação de produtos, é possível otimizar as estratégias da empresa no momento de definir preços. E, não se esqueça de que valores baixos não são sinônimos de muitas vendas, pois é preciso atrair e cativar clientes. Além de existir o risco de que gerem prejuízos a longo prazo, exigindo atenção redobrada.

O artigo esclareceu suas dúvidas? Para complementar a estratégia de precificação, aproveite e descubra 4 formas de gerar valor para o cliente!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com
Close Bitnami banner
Bitnami