fbpx
Bolsas de compras simbolizando lojas físicas sobre um teclado simbolizando o e-commerce, como as definições de shopper e consumidor.

Qual a diferença entre shopper e consumidor? Entenda aqui

Você sabia que shopper e consumidor não são, necessariamente, sinônimos? No momento de definir estratégias para o negócio, as diferenças entre os termos podem ser essenciais para entender qual é o público-alvo de cada ação e quais medidas podem ser adotadas. 

Assim, existem práticas que são voltadas aos consumidores, enquanto outras focam nos shoppers. Há, ainda, o conceito de cliente, que deve ser considerado no momento de fazer o planejamento do negócio. 

Pensando nisso, preparamos este conteúdo explicando os conceitos de shopper e consumidor, as diferenças e como isso afeta as estratégias de varejo. Vamos lá?

O que é shopper?

O termo shopper se refere a pessoa que realiza as compras nos estabelecimentos — o comprador. Como a pessoa que vai até o supermercado, escolhe todos os itens, passa pelo caixa e efetua o pagamento. 

Nesse caso, nem sempre ele utilizará o produto. Ainda assim, é possível que ele tenha total poder de escolha sobre quantidades, marcas e outras especificações. Por causa disso, ele tem uma relação mais próxima com o ponto de venda.

Logo, é ele que perceberá questões como disposição de itens, comparação de preços, qualidade do atendimento e outros pontos relacionados com a experiência vivenciada no local. Em ambientes online, ele perceberá como é a responsividade da página, se ela é intuitiva, entre outros. 

O que é consumidor?

Por outro lado, o consumidor é a pessoa que utiliza determinado produto, mesmo que nunca tenha feito a compra diretamente. Assim, também é conhecido como o usuário e é quem sente mais os impactos da qualidade da marca e de como ela influencia o seu dia a dia.

Desse modo, o consumidor costuma desenvolver relacionamentos mais próximos com determinadas marcas, dando preferência para determinados itens — muitas vezes sem considerar o preço como um fator limitante. 

Assim, ele se torna importante quando se fala em construção da imagem da marca e fidelização. Normalmente, é ele que curte e interage em redes sociais e outros canais disponíveis. Mesmo quando ele não é o shopper, a sua percepção também pode influenciar as compras por meio de pedidos e solicitações específicas. 

Qual a diferença entre shopper e consumidor?

Depois de avaliar os dois conceitos, fica mais fácil entender o que diferencia o consumidor do shopper. Enquanto o consumidor é quem utiliza o produto, se relaciona diretamente com a marca, o shopper tem uma visão diferente. Por exemplo, o consumidor costuma se destacar nos seguintes fatores:

  • nem sempre realiza a compra; 
  • vive a experiência relacionada ao uso do produto; 
  • consegue avaliar os resultados ofertados; 
  • tem maior influência das mídias; 
  • tende a considerar mais o uso individual.

Já em relação ao shopper, a sua relação maior é com o próprio PDV, se limitando ao momento de escolha e de ato da compra, sem que seja necessariamente o consumidor. Entre suas características, vale destacar:

  • avalia o custo-benefício ao verificar as opções disponíveis; 
  • pode comprar para fins individuais ou coletivos; 
  • toma decisões sobre marca, estabelecimento e quanto gastar em cada item; 
  • sente mais os impactos que o ponto de venda gera na experiência de compra.

Para facilitar, imagine a seguinte situação: a mãe vai ao mercado e adquire produtos para consumo de seu filho. Na prática, ela não terá contato direto com o produto. Ela será o shopper, enquanto a criança é o consumidor. 

No entanto, as duas figuras podem se unir em situações específicas. Afinal, é possível que o shopper seja, também, o consumidor. O conceito de cliente também costuma unir ambas definições, especialmente ao tratar das estratégias de fidelização.

Qual a importância de entender essa diferença?

Apesar de sutil, a diferença pode ser relevante na hora de desenvolver as estratégias de negócio, especialmente as que são relacionadas ao PDV. Embora seja possível que a mesma pessoa exerça o papel de shopper e consumidor, é necessário considerar o que muda entre as figuras para entender o que influencia as decisões de compras e a fidelização.

O perfil do consumidor pode atrair determinados clientes e ajudar no desenvolvimento de um relacionamento e de campanhas de fidelização. Ao mesmo tempo, o perfil do shopper tem especial relevância ao pensar em questões mais ligadas ao estabelecimento, como organização, experiência, atendimento, entre outros. 

Considerando que os termos são diferentes, é possível que o perfil do shopper e do consumidor também tenham diferenças. Ao identificar isso, a empresa pode direcionar os estudos e pesquisas para conseguir entender o público para cada tipo de campanha e criar estratégias mais efetivas para o desenvolvimento do negócio. 

A relação do shopper com o trade marketing

Outra questão que reflete a importância de identificar o que muda entre shopper e consumidor é a estratégia de trade marketing, bastante relevante para o varejo. Ele engloba diversas ações criadas em conjunto entre os fornecedores e distribuidores.

Nesse caso, a ideia é que as marcas trabalhem em conjunto com o estabelecimento criando ações voltadas ao PDV para atrair os shoppers para determinados produtos. Afinal, são diversas alternativas disponibilizadas, então é comum que determinadas empresas acreditem ser interessante ter um destaque maior para os seus itens. 

Além de beneficiar a marca, que pode se tornar mais relevante no mercado, o varejo se beneficia pelo aumento das vendas quando a estratégia cumpre os seus objetivos. Tudo isso com menores custos, já que o trade marketing é desenvolvido em conjunto, diminuindo os impactos no orçamento para potencializar o retorno.

Nesse cenário, entender a diferença entre shopper e consumidor tem especial relevância. O motivo é que o alvo das ações deve ser quem estará no estabelecimento e terá o poder de compra — no caso, o shopper. 

Pronto! Agora que você já sabe que existem diferenças entre shopper e consumidor, ficará mais fácil identificar como isso afeta as estratégias de marketing e vendas. Dessa maneira, é possível fazer um planejamento mais eficiente para buscar melhorias nos resultados do negócio.

Está em busca de mais dicas para aprimorar as estratégias do varejo? Descubra a melhor forma de medir a satisfação do cliente para encontrar formas de aprimorá-la!

IZIO

View posts by IZIO
A IZIO é uma empresa especialista em tornar o #varejointeligente, usando #cashback e #crm para administrar o #loyalty. Conectamos as marcas, o varejo, a indústria com o #shopper
Scroll to top
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com
Close Bitnami banner
Bitnami